Como viajar de forma sustentável: dicas para praticar um turismo mais consciente e responsável

por | Atualizado em 11/08/23 | Dicas de Viagem

Você sabe os impactos que o turismo pode causar na comunidade local e no meio ambiente? Descubra 5 dicas para viajar de forma mais sustentável, consciente e responsável!

como viajar de forma sustentável
Foto de Zach Betten

O que significa viajar de forma sustentável?

Por mais que muitas pessoas acreditem no contrário, sustentabilidade não se resume à preservação do meio ambiente. Também inclui isso, é claro, mas se estende à muito mais.

Sustentar significa perdurar por um longo tempo. Atualmente, com a sociedade funcionando de modo cada vez mais acelerado, com bens de consumo nada duráveis e sede por consumir sempre mais, é difícil pensar em exemplos de práticas realmente sustentáveis, na vida e também no turismo.

Por exemplo, para chegar em qualquer destino você já emite uma quantidade considerável de CO² usando a maioria dos transportes. A menos que você decida viajar a pé ou de bicicleta (o que eu também acredito que seja muito divertido e interessante), não tem como fugir disso. Para isso ser sustentável, teríamos que pensar maneiras de diminuir esse impacto no meio ambiente e na sociedade em geral. Algumas soluções possíveis, além da peregrinação e da bicicleta, seriam transportes coletivos menos poluentes e pedir e oferecer caronas. Assim, poderíamos viajar por mais tempo emitindo uma quantidade menor de gás na atmosfera, reduzindo os impactos do aquecimento global.

Isso, é claro, é só um exemplo. Sustentabilidade também inclui o empoderamento dos moradores, a valorização da cultura, o cuidado com o ambiente, a fauna e a flora.

Viajar de forma mais sustentável, em suma, é se preocupar e tomar atitudes para que a sua passagem por aquele lugar contribua para que ele se preserve por mais tempo, e não o contrário. É o caminho oposto ao que estamos vendo com o turismo predatório de massa: poucos lugares muito cheios, superfaturamento de imóveis, evasão da população local, preços altos com o lucro indo para grandes corporações.

Mas como ir na contramão do padrão, comum e, convenhamos, caminho mais fácil e difundido? Aqui estão 5 dicas para viajar de forma mais sustentável, responsável e consciente.

como viajar de forma mais sustentável: transportes coletivos
Foto de JK

1. Viaje para destinos menos procurados e conhecidos

É claro que é muito divertido ir para os lugares famosos com atrações turísticas super conhecidas e realizar aquele sonho de infância. Acredito que qualquer pessoa que já tenha visto um destino popular em filmes ou revistas já tenha sonhado com esse momento. Mas o planeta tem muito mais a oferecer!

Existem destinos menos procurados e conhecidos que são tão bonitos quanto, com opções tão interessantes e diversas quanto. Mas ao contrário dos clichês, não estão consumidos pelo turismo predatório, sempre lotados, poluídos de todas as formas. Não que esses locais não tenham problemas, é claro que têm. Mas são questões diferentes e que podem, inclusive, contar com a participação do turista para melhorar e crescer.

Afinal, o turismo é uma atividade econômica de grande impacto e tem papel importante na manutenção das comunidades em que exerce suas atividades. As próximas dicas vão te mostrar como.

2. Consuma dos pequenos produtores, comerciantes e serviços locais

É comum irmos para um destino e querermos conhecer a gastronomia local, mas ficarmos apegados ao já conhecido. Ou talvez, o conhecido que não exista perto de casa. Na minha cidade, por exemplo, no interior de Minas, não tem grandes empresas de fast food, nem de roupas e maquiagens muito famosas.

É natural que, consumindo a mídia padrão, filmes, novelas e influencers, eu tenha interesse em usufruir também desses produtos que não existem perto de mim, mas são muito conhecidos, e aproveite uma viagem para fazê-lo. Apesar disso, essas grandes empresas e corporações estão em todo lugar, espalhadas por diferentes países do globo.

Quando destino o meu dinheiro para essas franquias, estou colocando meu investimento e estimulando para que esse já difundido negócio se expanda, e o lucro vá todo para as mesmas pessoas. Quando decido consumir dos pequenos produtores, comerciantes e serviços locais, contribuo para que essas pessoas cresçam seus negócios, fortaleçam a comunidade e melhorem sua qualidade de vida.

Além, é claro, de realmente conhecer a gastronomia e culinária local, que expressam muito mais sobre a cultura de um lugar do que nos deixamos perceber.

3. Conheça a história e cultura do lugar para além dos estereótipos e cartões postais

A melhor maneira de conhecer a história e cultura de um lugar é conversando com os locais. Além de se conectar com novas e diferentes pessoas e realidades, você ainda aprende nuances que só existem no imaginário coletivo, em seus mitos, crenças e formas de agir no mundo. Isso também é válido para nós e a forma como nos comportamos dentro de nossa própria comunidade.

Apesar disso, você não precisa estar sempre com vontade e aberto para interagir com outras pessoas. Se você está em busca de solitude ou simplesmente cultivar a companhia de quem viaja com você, por quê não ir à um Museu ou buscar outros caminhos para esse mergulho?

Pesquisar sobre o destino antes, a história do país e da cidade, se atentar às placas e orientações sobre atrações turísticas. Tudo isso com certeza vai enriquecer ainda mais sua viagem e dar mais significado para o que você está conhecendo.

Afinal, o que faz este lugar tão único e especial?

4. Não deixe nem leve nada!

Como sociedade, nos acostumamos com a ideia de que podemos jogar algo “fora” ao colocá-lo no lixo. Apesar disso, não existe “fora” no universo. Quando colocamos algo no lixo, estamos destinando ele para outro lugar, e é importante sabermos para onde esses objetos estão indo.

Por isso, quando viajar, busque saber sobre a coleta seletiva e onde descartar corretamente seus resíduos. Nunca jogue nada no chão, nem mesmo cascas de alimentos em trilhas. Você sabia que até mesmo isso pode impactar na fauna e flora local? Se não for um alimento comum da região, principalmente.

Pratique o desapego e também não leve nada! Conchas, pedras, itens da natureza, da comunidade ou qualquer coisa que não seja para esse objetivo. Todas as substâncias naturais de um lugar são importantes para preservá-lo. As conchas, por exemplo, servem de abrigos para animais e diminuem a erosão costeira, seu próprio comércio é crime ambiental no Brasil.

5. Cuidado com os animais: não os alimente nem faça passeios com exploração!

Alimentar animais silvestres é mais uma forma de impactar na fauna e flora local. No Brasil e nas Américas, principalmente, muitos animais foram espalhados pelo tráfico e se difundiram por diferentes áreas, competindo e colocando em condições de extinção as espécies locais. Quando você alimenta um animal silvestre, está influenciando diretamente nas condições de sobrevivência desses seres que estão na natureza.

Sobre os passeios, não preciso nem dizer como existem situações de exploração e maus tratos a animais que se assemelham ao absurdo. Esses casos já estão mais do que conhecidos e aparecem novas denúncias todos os dias. Apesar disso, eles são mais comuns do que imaginamos e também naturalizados.

Quando for a uma atração com animais, se realmente sentir essa necessidade, busque organizações que fazem resgate de animais em situações de perigo e reinserção na natureza, quando isso for possível. Confira os registros que tornam essa experiência legal e autorizada pelos meios reguladores e protetores do meio ambiente. Não se apegue à apenas a regulamentação local, mas pesquise mais à fundo sobre a realidade daquele lugar e como são tratados os seres que estão ali.

Além disso, dê preferências para lugares onde possa observar os animais à distância, em seu habitat natural, como um safari autorizado, por exemplo.

como viajar de forma sustentavel: cuidado com animais
Foto de sutirta budiman

E aí, pronto para viajar de maneira mais sustentável?

Se você quer colocar essas ideias em prática, mas não sabe como começar a escolher os destinos, pensar em roteiros e experiências: nós podemos te ajudar!

O consultor de viagens Rogério Milani criar roteiros de viagem personalizada há 10 anos e já ajudou mais de 4000 viajantes à realizarem o sonho de conhecer o mundo. Refletindo cada vez mais sobre o turismo, os impactos que ele causa no ambiente e na sociedade e em como tornar nossas viagens mais tranquilas e sustentáveis!

Além disso, confira também nossas dicas de viagem e demais artigos com histórias, destinos e indicações! Qualquer dúvida ou contribuição, é só deixar nos comentários que vamos ficar felizes em responder. 🙂

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendados por Rogério Milani para uma viagem perfeita

Reserve seu voo
Alugue seu carro com a Rentcars
Reserve seu Hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas nas atrações turísticas e programe seus bate-volta comprando ingressos e passeios antecipados com Ticketbar
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando

Viaje tranquilo com seu seguro viagem

Seguros Promo
Real Seguros
World Nomads