Como saber quanto tempo vai durar minha viagem?

por | Atualizado em 24/05/23 | Dicas de Viagem, Paris

Está em dúvida em como calcular o tempo que vai durar sua viagem? Neste artigo, explicamos tudo o que você precisa considerar!

quanto tempo vai durar minha viagem
 

Como saber quanto tempo vai durar minha viagem?

A equação para responder tão afamada pergunta é simples: o tempo necessário em cada lugar está associado ao número de atrações que esse local oferece e você deseja visitar. Por isso o importante então é listar essas atrações. Para facilitar vou usar como exemplo uma visita a Paris. Minha hipotética lista de atrações seria essa:

  • Torre Eiffel
  • Museu do Louvre
  • Museu d’Orsay
  • Arco do Triunfo
  • Notre Dame
  • Sacre Coeur

O tempo em cada atração

Agora que já tenho a lista do que quero conhecer é o momento de pensar nos tipos de atrações que visitarei. Ir nesse local é demorado? É rápido? Longe?

É claro que a dinâmica da visita em si depende muito do próprio viajante. Uma passada no museu, por exemplo, pode levar mais tempo para um indivíduo detalhista. Os apressados vão fazer uma lista das obras pelas quais se interessam e ir direto a elas, economizando tempo. Isso é absurdamente subjetivo, mas é possível estimar o tempo necessário de acordo com sua preferência.

Vejamos a análise da minha lista de atrações:

  • Torre Eiffel: 2 horas para as fotos, a fila e a subida.
  • Museu do Louvre: 3 horas para ver minha lista de obras e para a fila.
  • Museu d’Orsay: 2 horas para ver minha lista de obras e para a fila.
  • Arco do Triunfo: 1 hora para as fotos, a fila e a subida.
  • Notre Dame: 1 hora para fotos do exterior da igreja e para ver o interior.
  • Sacre Coeur: 1 hora para fotos do exterior da igreja e para ver o interior.
Todo o tempo descrito aí em cima é baseado em pesquisa, em leituras de relatos de outros viajantes e em expectativas pessoais. Isso ajuda a mensurar o tempo necessário, mas não é uma ciência exata. E se por exemplo um elevador da Torre Eiffel quebra? Ou achar um quadro no Louvre é complicado? Isso vai tomar seu tempo, por isso deixe um extra para imprevistos.

Os deslocamentos

Acontece que só saber o tempo de visita das atrações não é suficiente. É necessário pensar nos deslocamentos entre as atrações e nas pausas para alimentação. E nesse ponto vai contar sua esperteza.
 
O primeiro passo é planejar geograficamente as atrações. Visitar locais mais próximos uns dos outros economiza tempo. Organizar isso hoje em dia é simples, basta usar o Google Maps. Coloque uma seta em cada local e pronto. Aprenda também que caminhos pegar para se locomover (à pé ou de transporte) entre elas. Da minha lista original, percebo que três atrações ficam bem próximas, na ordem da esquerda para direita: Museu d’Orsay, Museu do Louvre e Notre Dame.
 
 

Como seria o roteiro de 1 dia?

Escolho iniciar pelo d’Orsay e começar o dia às 9:30 horas, sem esquecer de conferir se o museu já está aberto nesse horário. Para acertar esse horário eu já desconto o tempo para chegar nesse ponto de partida, vindo do meu hotel. Estimo que ficarei no d’Orsay durante duas horas, contando filas e a visita em si. Assim, às 11:30 horas estarei livre para almoçar.
 
Vou andar um pouco até encontrar um restaurante e depois para chegar à minha segunda atração, por isso deixo duas horas para o almoço. Deste modo, estimo chegar ao Museu do Louvre às 13:30 horas. Lá serão três horas de visita mais o tempo de deslocamento à pé até a Notre Dame (meia hora). Sendo assim, planejo chegar às portas da igreja 17:00 horas. Mais uma hora de visita na Notre Dame e serão 18:00 horas.
 
Eu poderia incluir mais uma atração nesse dia, dependendo do meu pique e do horário de fechamento do local a ser visitado. Aliás, esse é um ponto crucial: muitas atrações têm horários e dias específicos de funcionamento. Fique esperto quanto a isso.
 
Digamos que o dia termine aqui.

Seria assim o resumo do meu primeiro dia em Paris:

  • Museu d’Orsay – Almoço – Museu do Louvre – Notre Dame
Nesse caso eu optei por fazer à pé todos os deslocamentos entre as atrações dada a proximidade. A natureza do transporte a ser usado também é importante para estimar o tempo, mas há outros fatores envolvidos. Ir à pé é mais demorado, no entanto mais contemplativo, interessante e barato. Ir de táxi é rápido, porém caro. Metrô é barato, mas você não vê nada da rua. Cada uma dessas maneiras vai exigir um certo conhecimento do viajante. Se você está indo à pé e se perder, vai perder tempo. De táxi é moleza, só dizer o endereço. De metrô é preciso saber em que estação descer e como baldear, se necessário.

Esses pequenos detalhes são importantes e não devem ser esquecidos. Desde o modo do transporte até a minha capacidade de andar e me orientar numa cidade a qual não conheço. Assim, quanto mais o viajante souber como fazer, mais economiza tempo e torna sua incursão dinâmica.

O que é importante na hora de se planejar

Aprender como fazer tudo isso fará parte da sua preparação para a viagem. A internet oferece diversas fontes de informação, então é possível construir um roteiro muito detalhado.
 
Evite frustrações desnecessárias sendo aplicado nessa fase. Encontrar um museu fechado, despender horas perdido na cidade sem encontrar uma atração ou vendo os mapas do metrô para achar a estação certa. Ora, se há o mapa do metrô de Paris na internet, por que perder tempo? Sem contar que planejamento economiza dinheiro.
 
Alguns podem pensar nesse ponto que esse grau de antecipação deixa a viagem pouco espontânea. É claro que há espaço para o imprevisto, mas que seja o imprevisto positivo. O roteiro não precisa ser algo imutável.
 
Perceba que munido de todas essas informações acima eu fui capaz de estimar meu primeiro dia em Paris. Dessa forma, fazendo o mesmo com qualquer outro local do mundo é possível saber exatamente quantos dias são suficientes para uma visita adequada ao seus gostos pessoais e ao tempo disponível.
 
No caso de um roteiro com mais cidades, preste atenção ao tempo de deslocamento entre elas, incluindo as chegadas e saídas de aeroportos, estações de trem, rodoviárias ou portos.
 
Quando finalmente seu roteiro estiver pronto, faça um pequeno quadro com as datas, dias de semana, nomes das cidades, atrações visitadas e os horários e detalhes dos deslocamentos. Veja o exemplo abaixo, o qual inclui – além de Paris – mais duas cidades.
 
 

1 Comentário

  1. Emily

    Ola, Adorando suas dicas..
    Vou fazer um tour agora pra final de outubro a novembro 20dias.
    Começando na Irlanda, depois descendo.. Londres, Paris, Berlim, Amsterdan, e terminando em MILão..
    O que sugere??
    Aguardo retorno

    Responder

Trackbacks/Pingbacks

  1. Viajando Bem pela Europa - […] fazer do contrário, primeiro definir as cidades de interesse e depois decidir a época e o tempo. Claro que…

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conhecendo os arredores de Paris: 5 lugares incríveis para bate-voltas

Conhecendo os arredores de Paris: 5 lugares incríveis para bate-voltas

á pensou em visitar Paris e, além disso, conhecer outros lugares incríveis que ficam bem pertinho da capital francesa fazendo bate-voltas? Neste artigo, falaremos sobre destinos como o Palácio de Versailles, Castelo de Chantily, Vale do Loire, Disneyland Paris e os Jardins de Monet em Giverny e como chegar até lá.

Recomendados por Rogério Milani para uma viagem perfeita

Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para sua viagem.
Conheça nossos parceiros!
Alugue seu carro com a Rentcars
Reserve seu hotel no exterior com a segurança do Código de Defesa do Consumidor do Brasil
Compre seu ticket de trem em português e com poucos cliques
Evite filas nas atrações turísticas e programe seus bate-voltas comprando ingressos e passeios antecipados com a Tiqets/Ticketbar
Compare e compre seu voo com Skyscanner
Viaje com tranquilidade emitindo seu seguro viagem com a Real Seguros
Cartões de débito para viagem com o melhor câmbio e as menores taxas do mercado! Eu recomendo a Wise
Já pensou ter custo zero com sua hospedagem nas próximas viagens? Então conheça a Home Exchange!
Artigos e equipamentos recomendados para sua próxima viagem!