Passes de trem pela Europa: Como usar? Vale a pena? Qual o melhor passe para a minha viagem?

Atualizado por Rogerio Milani em 28/08/2017

Rogerio Milani

passes-trem-ticket-europa-viajando-bem-e-ebarato-pela-europa

Já fazia um tempinho que eu pensava em escrever algo sobre os passes de trem. E então veio a pergunta da Dani De Lucca: “Vale a pena ou não comprar um passe de trem?”. A resposta é sempre: depende. Depende dos países que serão visitados, depende do tempo de viagem, depende de quantos trajetos serão feitos utilizando o passe, depende, depende… Mas quando for vantagem usar o passe, com certeza você estará economizando na sua viagem, e muito, além de poder conhecer muitas cidades em um curto espaço de tempo.

Para aqueles que farão uma, duas, três viagens de trem, o passe não compensa, vale mais a pena comprar os tickets individualmente.

Também não compensa quando se tem poucos trechos de viagens, e que sejam longos. Aí o negócio é voar de low-cost, usando sempre a regrinha básica: para viagens de até 3 ou 4 horas de duração, compensa ir de trem. Acima disto normalmente é melhor optar por uma companhia aérea de baixo custo.(low-cost), nunca esquecendo de calcular uma hora para deslocamento até o aeroporto, mais uma hora para check-in e espera do voo, além de mais uma hora para deslocamento do aeroporto até a estação central da cidade destino. Lembrando: os preços das low-costs muitas vezes são inferiores aos dos trens.

Aqui vale mais uma informação: sempre comparar o valor total das passagens aéreas dos voos internos compradas junto com a passagem Brasil/Europa/Brasil com o valor total dos tickets comprados individualmente em cias normais ou low-costs.

Voltando ao assunto principal aqui, um passe de trem vale a pena quando se fará muitas viagens dentro de um país, entre 2 a 5 países, ou entre diversos países, num determinado período de tempo. Você compra o passe, recebe em sua casa pelos correios, e então viaja para a Europa com ele em mãos. Ou então adquire o seu passe diretamente em uma estação de trem na Europa, apresentando seu passaporte..

A grande vantagem de um passe, sem dúvida, é a flexibilidade de não precisar reservar assentos ou horários para viajar, bastando chegar na estação e entrar no vagão, onde o fiscal irá consultar o seu passe. Porém, em alguns trens específicos, principalmente os mais populares e os de alta velocidade, é obrigatório fazer a reserva via internet ou então no guichê da estação, pois costumam ser muito procurados. E esta reserva terá um custo adicional e não está coberta pelo passe. Para não ter que gastar a mais, o caminho é optar por trens alternativos, que farão a rota em um tempo maior.

O controle será feito totalmente por você, carimbando ele no guichê da estação antes da primeira utilização e depois anotando, no caso dos passes flexíveis, cada viagem feita.

O valor de um passe varia de acordo com a classe que se deseja viajar, primeira ou segunda, e também pelo perfil do usuário: jovem, adulto ou família.

Para obter maiores descontos no passe, vale a pena comprar para 2 pessoas ou grupo de até 5 pessoas, utilizando o chamado Saver Pass, que dá desconto de 15% em cada passe. Mas lembre-se: todos deverão fazer as viagens juntos, já que o nome de todos virá em um único passe.

Você poderá fazer quantas viagens conseguir em um único dia, já que o passe é contado por dias, não por trechos viajados. Só fique atento à regra do trem noturno: a partir das 19h30, já está valendo o dia seguinte.

Vamos aos tipos de passes e suas utilizações.

Eurail Global Pass

Viagem por vários países em 30 dias ou mais

Este passe vale a pena para quem for viajar bastante tempo, 30 dias ou mais, e tem o objetivo de conhecer muitas cidades durante este tempo. A partir de 6 cidades já compensa, com certeza, adquirir o passe. Há a opção de comprar o passe flexível, onde você poderá contar os dias de viagem alternadamente, ou o consecutivo, que contará os dias de viagem em sequência a partir do primeiro trecho.

Passes disponíveis: de 10 a 90 dias, consecutivos ou flexíveis.

Países cobertos pelo Eurail Global Pass: Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Croácia, Dinamarca, Eslovênia, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Noruega, Portugal, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça.

+ informações e tarifas, clique aqui

Eurail Select Pass

Viagem por 3, 4 ou 5 países fronteiriços

Este passe é ideal para quem for fazer bastante viagens entre 3, 4 ou 5 países que fazem fronteira entre si. Você selecionará, no ato da compra do passe, os países que pretende visitar, entre aqueles 22 que estão cobertos pelo passe.

Passes disponíveis: de 5 a 15 dias, flexíveis, para usar em 2 meses

+ informações e tarifas, clique aqui

Eurail Regional Pass

Viagem para uma determinada região ou dupla de países fronteiriços

O Regional Pass é indicado para quem for viajar entre dois países fronteiriços e dentro deles, conhecendo várias cidades em um determinado tempo. Há também o Regional Pass que contempla mais de 2 países do Leste Europeu e também da Escandinávia.

Passes disponíveis: de 4 a 10 dias de viagem, flexíveis, para usar em 2 meses.

+ informações e tarifas, clique aqui

Eurail One Country Pass

Viagens dentro de um único país

Este passe é indicado para quem pretende viajar bastante dentro de um único país, num período de até 2 meses. Os mais vendidos são Itália e Espanha.

Passes disponíveis: de 3 a 10 dias de viagem, flexíveis, para usar em até 2 meses.

+ informações e tarifas, clique aqui

Britrail Pass

Viagens pela Grã-Bretanha

Para os que pretendem viajar de trem por Inglaterra, Escócia e País de Gales, países que não fazem parte dos passes Eurail.

Passes disponíveis: de 3 a 30 dias no passe consecutivo e de 3 a 22 dias para os passes flexíveis, para usar em até 2 meses.

+ informações e tarifas, clique aqui

 _______________________________________________________

Recomendados por Rogério Milani para uma viagem perfeita na Europa
Alugue seu carro
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas comprando ingressos antecipados
Organize passeios nas cidades e arredores
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem

_______________________________________________________

banners05animado01

Tags

111 Comentários

  1. Boa tarde, eu comprei o Britrail pass para 4 dias (qua/qui/sex/sab). Minha dúvida é quanto ao horário das 19h, meu último trem sai de Manchester para Glasgow as 19:40 de sábado. Gostaria de saber se o inicio do uso pode ser na quarta-feira pela manhã, quarta após as 19h ou somente na quinta?
    Muito obrigado!

    Comente
  2. Olá Maurício. Muito obrigada por partilhar a sua viagem.
    Lamento o ocorrido com o furto:(
    Eu e meu esposo faremos Suíça e norte da Itália. Sei que o swiss passar funciona muito bem.
    Mas não sei quanto ao regional pass. O teu blog foi o único que encontrei falando dos passes.
    Sabe dizer se o regional pass funciona muito bem (sem precisar ficar reservando previamente e outros)?
    Abraço.

    Comente
  3. Minha dúvida é se esses dias que adquirimos no período de dois meses (ex: 11 dias em 2 meses) são consecutivos. Você tem essa informação?

    Comente
  4. Dica: nunca deixe sua bolsa ou mala longe da vista. Fui roubado num trecho onde levaram o que tinha dentro da bolsa da minha mulher. Perdemos todos os documentos e passaportes, pior que o ladrao foi o próprio funcionário do trem. Lembro apenas do funcionário ter sentado ao nosso lado, esperou cairmos no sono para levar o que tinha dentro da bolsa, só fomos notar isso depois do desembarque. Não importa o país, esse trípode coisa acontece em qualquer lugar.

    Comente
  5. Oiiiii
    Estou indo pra Europa em Janeiro e comprei o Europass 3 países 10 dias. Se eu reservar os assentos por aqui eu pago, além da taxa de reserva da empresa de trem, a taxa da empresa que vendeu o passe. Se eu deixar pra reservar na Europa corro o risco de pagar mais caro? Como funciona para reservar lá? Consigo reservar todos os assentos na mesma estação? A maioria dos assentos que preciso reservar será na Espanha e outros que vem de outros países para a Espanha.

    Comente
    • Eu fiz as reservas, mas sinceramente me arrependi. É um gasto desnecessário porque raramente os trens estão cheios e sobram assentos. Eu viajei nessa época do ano pela Alemanha, Áustria, Hungria e Rep Tcheca e em apenas um trecho valeu a pena reservar, nos demais foi dinheiro jogado fora.

      Comente
      • Dica: nunca deixe sua bolsa ou mala longe da vista. Fui roubado num trecho onde levaram o que tinha dentro da bolsa da minha mulher. Perdemos todos os documentos e passaportes, pior que o ladrao foi o próprio funcionário do trem. Lembro apenas do funcionário ter sentado ao nosso lado, esperou cairmos no sono para levar o que tinha dentro da bolsa, só fomos notar isso depois do desembarque. Não importa o país, esse trípode coisa acontece em qualquer lugar.

    • Adriana, como você resolveu seu problema?
      Passo pelo mesmo. Tenho um Eurail Pass, 3 países 5 dias, e preciso de reservar assendo de Paris – Zurique (TGV Lyria), e se eu fizer isso via site eu gasto 56 euros a mais, Eu queria fazer isso na estaão de trem, mas não sei se é possível.

      Comente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *