5 doces tchecos que você não deve deixar de experimentar em Praga

Atualizado por Rogerio Milani em 09/03/2021

Não se preocupem, é totalmente normal que liguem a República Tcheca à cerveja e uma boa linguicinha. Mas da cerveja eu já falei por aqui, então queria abordar um lado diferente porque, confesso, eu prefiro um pedaço de bolo a uma cerveja – o que podia ser considerado um pecado em um país cervejeiro, mas como somos um país que também acredita muito pouco em pecado, então sem problemas!

De propósito não coloquei “doces típicos” e sim 5 doces tchecos porque isso poderia evocar o tradicional ou o original, que é o caso de alguns dos doces citados, mas não de todos. E acho que vale mais experimentar algo que nós adoramos comer do que algo super antigo e original, concordam?

Hraběnčiny řezy

Acho quase obrigatório (os diabéticos e os que detestam doces são perdoados e não precisam comer) experimentar algum doce a base de maçã que é realmente o tradicional. Em todo lugar tem o strudel, cujo nome em alemão já explica que não é um doce genuíno, mas é tão tradicional aqui como na Áustria ou Alemanha, fazemos em casa, nas famílias passam aquelas receitinhas de strudel com toque especial da avó, bisavó… Mas eu tenho ainda uma outra dica – Hraběnčiny řezy (“fatias da condessa”) – o nome que não vão decorar, por isso podem chamar de “torta de maçã da condessa” rsrs.

A base desse doce é parecida com o strudel, mas é montada de forma diferente e sobretudo tem duas camadas de recheio – além da maçã, ralada ou cortada, com nozes, uva-passa ou só açúcar e canela, ganha uma camada de claras em neve com açúcar.

Você experimenta um pedaço e não vai querer parar mais (eu conheço um café em Praga onde colocam por cima das claras em neve no lugar da massa ralada lascas de amêndoa…divino! … Depois lhes mostro!).

Doces à base de papoula

Nem todos dividem comigo a mesma paixão por papoula, mesmo assim recomendo experimentar algum doce com recheio de massa de sementes de papoula, pois é super típico e no Brasil tão difícil de encontrar.

Normalmente as pessoas ou gostam ou desgostam, o sabor é peculiar, diferente, mas eu (e a maioria dos tchecos) adoro. Pode ser um “koláč” de papoula que é um doce típico com vários recheios ou bolo de papoula, rolo de papoula… Enfim, sempre vai ter na confeitaria ou padaria opções com massa de pão doce (mais tradicional) ou alguma sobremesa mais leve com recheio de papoula (feito de sementes de papoula moídas e cozidas com açúcar em um pouco de leite) 

Bolo de nozes e mel

Bolo de mel foi um queridinho dos cafés nos anos 90 quando surgiu, mas até hoje faz muito sucesso (eu sempre compro no aniversário dos meus filhos), existem várias variações, mas a base é massa em várias camadas finas intercaladas com recheio de manteiga, mel e nozes… Cheiroso, saboroso e bem bonito também!

Dizem que a receita original é armênia, minha mãe fazia em casa, mas é muito trabalhoso pois cada camada de massa tem que ser assada separadamente. Então, quando surgiram ótimas opções para comprar, nunca mais fiz em casa rsrs. Hoje encontra com vários sabores, mas eu recomendo mesmo é o tradicional – mel e nozes.

Knedlík

A minha lista de doces prediletos tem várias páginas, mas acho justo colocar aqui vários tipos diferentes, então aqui vai uma opção servida quente.

Se forem tomar uma cervejinha e almoçar antes de uma confeitaria, talvez experimentem os bolinhos de farinha chamados “knedlík” – existem vários tipos – com fermento, com batata (que parecem nhoque grande), com adição de bacon, ervas etc.

E existe um tipo especial servido em cafés e restaurantes como sobremesa, recheado com frutas, feito de farinha e fermento ou de farinha com queijo fresco (estes são mais leves e mais saborosos) e com manteiga derretida, açúcar confeiteiro e um tipo de queijo fresco duro ralado por cima … Uma delícia! Recomendo de mirtilo ou damasco, mas tem de morango, pêssego, cereja, ameixa… Depende da estação do ano. 

Trdelník

Foi difícil escolher o último doce. Já estou vendo que vou ter que fazer uma listinha número 2 com mais alternativas… Mas acabei optando por um doce que não é tradicional nem se come em cafés ou confeitarias, mas mesmo assim virou o mais conhecido de Praga (porém somente pelos turistas estrangeiros).

Sim, o “trdelník” – aquele rolo enorme que vende em cada esquina da cidade. Há uns 10-15 anos só era conhecido entre turistas, mas depois foi descoberto também pelos tchecos e nos últimos anos é vendido em todo o país.

Há controvérsas quanto à sua origem, provavelmente veio da região da Transilvânia (atual Romênia) com as invasões dos tártaros. Por aqui aparecem notícias deste doce na Morávia há um século e pouco, mas sem maior expansão, esta aconteceu realmente só no século XXI.

Não é tradicional, mas como turista você não vai resistir ao cheirinho de açúcar e canela andando pelas ruas da cidade. E mais uma dica sincera de quem sabe – mesmo que lhes atraiam aquelas variações bombásticas com muito sorvete, creme e chantilly, pra começar experimentem um simples, que acabou de sair, quentinho… que é o melhor!

 

E aí, qual seria o seu favorito? Se não escolheram nenhum, ainda tenho uma dica na manga – vão no artigo que fala de Karlovy Vary e vejam se simpatizam com “oplatka”, um biscoitinho simples, mas delicioso que naquela cidade vende quentinho nas ruas, e ainda é possível comprar em caixa pra levar.

Artigo escrito por Martina, a guia de turismo que fala português em Praga!

___

Recomendados por Rogério Milani para uma viagem perfeita
Guias, transfers, hospedagens e outros serviços para uma viagem tranquila e segura
Alugue seu carro com Rental Cars ou RentCars
Reserve seu hotel
Compre seu ticket de trem
Evite filas nas atrações turísticas e programe seus bate-volta comprando ingressos e passeios antecipados com Ticketbar
Reserve seu voo
Viaje tranquilo com seu seguro viagem Seguros PromoReal Seguros ou World Nomads
Serviço de câmbio confiável e com boas taxas, com desconto para leitor do Viajando: Confidence

___

Tags

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *